Topo

Notícias

Audiência discute acessibilidade na cidade de Quixadá



As pessoas que não possuem deficiência ou mobilidade reduzida ou não lidam com a questão, não costumam perceber as inúmeras situações discriminatórias que um deficiente físico sofre com um projeto negligente ou inadequado.

No inicio de um projeto de construção de um ambiente, os cadeirantes, por exemplo, são muitas vezes excluídas pela inexistência de calçadas rebaixadas na maior parte das vias de circulação das cidades.

A falta de acessibilidade nos espaços públicos, afeta diretamente os direitos básicos previstos na constituição brasileira, sem esses espaços adaptados, não se tem acessibilidade, e sem esta, não há direitos iguais, não há inclusão social.

Pensando nisso, a Câmara de Quixadá realizou nesta quinta-feira (11), audiência pública sobre Acessibilidade em Quixadá.

O autor do requerimento Vereador Laércio Oliveira (PV), abriu os trabalhos falando da importância do momento e das dificuldades que as gestões enfrentam no sentido de dar celeridade aos projetos de mobilidade urbana, disse ainda que a cidade de Quixadá aguarda o inicio das obras do Programa Sinalize do governo do estado, o programa objetiva diminuir o número de acidentes de trânsito através de investimentos na área urbana e requalificação viária, que inclui implementação de ciclovias e calçadas.

Os vereadores Jose Maria (PEN) e Jesyca Severo (PSL) contribuíram com o debate.

Representantes do Rotary, APAPEQ e prefeitura estiveram presentes na plenária que deverá dar encaminhamento a algumas ações emergenciais como a instalação de redutores de velocidade, placas de sinalizações e uma melhor distribuição dos veículos de transportes no centro da cidade.

 

 

Final de página